17.6 C
Lisboa
Quinta-feira, Agosto 18, 2022

O que seria necessário para trazer a ISS de volta à Terra em One Piece

Must read


Para manter a ISS orbitando até 2031, as agências espaciais que a mantêm precisam fazer algo periodicamente para neutralizar essa força de arrasto. A ISS não tem seus próprios motores de foguete, então precisa um recomeço, ou um empurrão de uma nave de reabastecimento. Um reboot cutuca a estação espacial e aumenta sua velocidade. (Aqui está um bônus: minha análise de como é ser um astronauta dentro da ISS durante uma reinicialização, publicado no blog da Agência Espacial Europeia.)

A ISS queimaria na reentrada?

Embora a reentrada possa ser um evento violento e destruir completamente muitos objetos, é bem possível que algo do tamanho da ISS sobreviva pelo menos parcialmente. Como exemplo, pedaços do Skylab atravessaram a atmosfera após a reentrada em 1979 e atingiu a Terra como detritos.

Mas qualquer coisa que caia pela atmosfera fica super quente. Objetos orbitais estão indo muito rápido, e quando eles começam a se mover pela atmosfera, eles empurram o ar na frente deles, porque esse ar fica em seu caminho. Parte desse ar é empurrado para o lado, mas grande parte é empurrado para a frente. Isso é um problema, porque já existe ar lá. Pressionar mais ar no mesmo espaço causa uma compressão. Você deve ter notado ao encher um pneu de bicicleta que o pneu fica quente à medida que você bombeia mais ar; é porque está comprimindo o ar já no tubo. A mesma coisa acontece quando um objeto se move rapidamente pela atmosfera: o ar comprimido à sua frente aquece e o próprio objeto fica quente. Tipo, níveis de “derreter coisas” de quente.

Algumas naves espaciais, como o ônibus espacial ou o Dragão da Tripulação SpaceX, possuem um escudo térmico, material que isola o restante da embarcação de todo aquele ar quente. Mas a ISS não tem um escudo térmico. Então, no mínimo, partes dele queimariam na reentrada.

Os destroços restantes podem chegar a uma exposição de museu, mas não uma que você possa percorrer.

Poderíamos derrubar a ISS sem uma reentrada normal?

Há uma diferença entre reentrada e simplesmente cair do espaço. Se você simplesmente pegar um objeto até uma altitude de 400 quilômetros e soltá-lo, isso é significativamente diferente da reentrada. Lembre-se, os objetos em LEO estão se movendo super rápido, enquanto um objeto “caído” começaria com uma velocidade de zero metros por segundo. Sim, o objeto caído aceleraria e ficaria quente – mas não tão quente quanto um objeto reentrando em órbita.

Então considere isso: e se usássemos alguns foguetes para parar a ISS em sua órbita, e depois a derrubássemos em um esforço para evitar todo o problema de “queimar na reentrada”?

Vamos ver o que acontece com alguns cálculos simples. Podemos começar com a Segunda Lei de Newton. Isso fornece uma relação entre uma força resultante em um objeto e a aceleração desse objeto. Em uma dimensão, fica assim:



Fonte original deste artigo

- Advertisement -spot_img

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Latest article