10 atores que se manifestaram contra o método de atuação

0
141



A atuação do método, também conhecido como Método, é uma técnica tão reverenciada quanto infame hoje em dia. Em termos gerais, é um sistema que alguns atores usam ao abordar um papel em que tentam “tornar-se” seu personagem e habitar sua psique. Para conseguir isso, eles podem fazer todo tipo de coisas selvagens, desde comer uma barata viva (como Nicolas Cage por beijo de vampiro) para fumar dezenas de milhares de dólares em charutos (Como Gary Oldman por Hora mais escura).

RELACIONADO:As 8 performances mais exageradas de Nicolas Cage para assistir depois de ‘O peso insuportável’

O Método é, sem dúvida, uma técnica eficaz, como comprovam artistas da estatura de Daniel Day-Lewis e Marlon Brando, mas nem todos os atores do setor o têm em tão alta estima. Alguns gostam Mads Mikkelsen e Robert Pattinsonnão hesitaram em compartilhar seu desrespeito pelo sistema e como muitas vezes é levado longe demais.

“Uma coisa narcisista, meio auto-indulgente” – Sebastian Stan

Sebastian Stanconhecido mais comumente por interpretar o Soldado Invernal no Universo Cinematográfico Marvelrecentemente ganhou notoriedade para sua transformação baterista do Mötley Crüe Tommy Lee no Hulu Pam & Tommy. O Método não teve nada a ver com essa transformação, pois Stan expressou sua rejeição a ele.

“Eu não acredito em criar caos com o propósito de [acting]” Stan disse ao No envelope podcast. Ele criticou os artistas que usaram esse caos para criar artificialmente tensão nas cenas, chamando isso de “uma coisa irresponsável, narcisista e auto-indulgente”.

“É apenas pretensioso” – Mads Mikkelsen

O ator dinamarquês Mads Mikkelsen teve muito trabalho ultimamente, aparecendo em filmes como Doutor Estranho, um ladinoe mais recentemente, Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore. Quando perguntado pela revista GQ sobre seus pensamentos sobre o método de atuação, Mikkelsen deixou sua opinião clara logo de cara: “É besteira”, disse ele.

RELACIONADO:7 performances imperdíveis de Mads Mikkelsen, de ‘Hannibal’ a ‘Casino Royale’

O ator expressou sua desaprovação de artistas que nunca quebraram o personagem, o que implica que seu sistema é inútil e inexpressivo. Ele se prepara diligentemente para seus papéis, mas não acredita que ir mais longe seja necessário.


“Todo mundo tem seu próprio método” – Laurence Olivier

Laurence Oliveira foi um dos atores mais aclamados do século 20, mais conhecido por suas tomadas memoráveis ​​em papéis shakespearianos e seu trabalho em filmes como Maratonista e Rebeca. Sua técnica era tão refinada quanto você esperaria, e ele considerava o Método nada mais do que isso – apenas mais um método.

Uma história engraçada diz que, enquanto trabalhava em Maratonista, Dustin Hoffman (um ator de método) ficou acordado por três dias inteiros para interpretar um personagem privado de sono. Ao saber disso, Olivier teria respondido“Meu querido menino, por que você não tenta atuar?”.

“Eu estava exausta” – Charlize Theron

Charlize Theron já havia tentado o Método antes, em filmes como Advogado do diabo e Monstro (o último dos quais lhe rendeu um Oscar), mas ela disse ao Los Angeles Times que ela simplesmente achava isso exaustivo.

Em vez disso, Theron relata que descobrir que o método de atuação não era para ela foi ótimo porque agora ela pode gastar mais tempo e energia em seus personagens, “vivendo e respirando o momento” com eles. Ela descobriu que o Método era tão cansativo que não permitia que ela se aprofundasse no coração de seus papéis.

“Eles só usam quando estão jogando um A-Hole” – Robert Pattinson

Conversando com Jennifer Lopez por Variedadede Atores sobre atores Series sobre seu desempenho selvagem em O farolRobert Pattinson criticou jocosamente o Método, alegando que os atores só o usam “quando estão interpretando um idiota”.

Pattinson, deixando bem claro que o método de atuação não é algo que ele estaria interessado em tentar, falou sobre por que ele acha a técnica tão desagradável. “Eu preciso saber que termina”, disse ele a Lopez, referindo-se aos atores que permanecem no personagem e falando sobre como ele ficaria louco se tivesse que assumir um papel como o que ele interpretou. O farol casa.


“Sou talentoso demais para me importar” – Spencer Tracy

Spencer Tracy, conhecido por sua versatilidade e estilo naturalista, foi um ator americano muito elogiado. Ele foi o primeiro a ganhar dois Oscars consecutivos de atuação (por Capitães Corajosos em 1938 e Cidade dos meninos em 1939), uma conquista que desde então só foi alcançada por Tom Hanks.

Ele é citado como disse: “As crianças continuam me dizendo que eu deveria tentar esse novo ‘método de atuação’, mas estou muito velho, cansado demais e talentoso demais para me importar”. Ele certamente ganhou o direito de dizer isso, pois sua carreira foi uma das mais prolíficas de qualquer ator de sua geração.

“Uma desculpa para comportamento inadequado” – Will Poulter

Will Poultermais conhecido por seus papéis em filmes como O corredor labirinto e Midsommarrecentemente conversou com o The Independent UK sobre sua preparação para Guardiões da Galáxia Vol. 3, que inclui uma dieta rigorosa e muito trabalho na academia. Durante a entrevista, ele expressou sua desaprovação ao Método.

Poulter mencionou como o processo de cada ator é válido desde que não prejudique outras pessoas. “Método de atuação não deve ser usado como desculpa para comportamento inadequado”, disse ele, “e definitivamente foi”. Ele falou sobre a importância de ter um ambiente de trabalho agradável e hospitaleiro ao trabalhar em qualquer filme.

“Mais uma forma de psicoterapia do que de atuação” – John Cassavetes

John Cassavetesconhecido por seu trabalho fenomenal como ator em filmes como A dúzia suja e diretor de filmes como Uma mulher sob a influênciafoi altamente vocal sobre seu desprezo pelo método de atuação.

RELACIONADO:O que a ‘Noite de Abertura’ de John Cassavetes tem a nos ensinar sobre a interpretação de filmes

A artista acusou o Método no livro Cassavetes em Cassavetes de ser preguiçoso, narcisista e insípido, chegando mesmo a dizer que produziu maus desempenhos. Do ponto de vista de Cassavetes, atuar poderia ser mais lúdico e doido em vez de se levar tão a sério. Para ele, atuar deve ser uma expressão de alegria.


“Não é mais um ofício e um trabalho” – Martin Freeman

Conhecido por seu trabalho em programas como Sherlock e filmes como O Hobbit trilogia, ator britânico Martin Freeman também não aprova os atores do método. Falando no Menu Desligado podcastele tocou brevemente no assunto.

Freeman pensa que o método de atuação é muito mais amador e “acadêmico” do que prático, porque um ator se perdendo em um papel diminui o valor de atuar como um ofício. Ele condenou performances como Jim Carrey’s dentro Homem na Luachamando-os de “engrandecedores, egoístas, [and] narcisista.”

“É total Wankery” – Toni Collette

Em conversa com David Polôniafamosa atriz australiana Toni Collette falou sobre seu estilo mais instintivo de se preparar para papéis e aproveitou a oportunidade para expressar seus pensamentos sobre o método de atuação. Não foram positivos.

“Eu acho que isso é uma besteira total”, disse ela quando perguntada se ela carrega seus personagens durante a produção de seus filmes. Ela acredita que é inevitável que os atores levem partes de seus personagens com eles enquanto mergulham profundamente em sua psique, mas ela acha que fazer isso de maneira aberta é de mau gosto.

CONTINUE LENDO:7 atores que colocam o método no método de atuação


Sobre o autor



Fonte original deste artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here