21.3 C
Lisboa
Quarta-feira, Agosto 17, 2022

Os 10 melhores personagens que só apareceram em um episódio

Must read


Dexter está de volta com Sangue novo, mas a série original ainda define o padrão. Os fãs terão pouca dificuldade em lembrar sua frase colorida favorita de Deb ou qual ‘grande mal’ da temporada os assombrou mais (a resposta é Trinity, sem dúvida).

RELACIONADO: 10 coisas que os iniciantes precisam saber antes de iniciar o Dexter

No entanto, algumas das cenas mais interessantes em termos de desenvolvimento de personagens e histórias ocorreram com estrelas convidadas que apareceram em um único episódio, mas provocaram grandes mudanças nos personagens e nas reações do público. Cada um deles fez com que seu curto tempo na tela fosse um soco como uma das doses de tranqüilizantes de Dexter.

10 Nurse Mary – Temporada 1, Episódio 3 – ‘Popping Cherry’

A enfermeira Mary é a primeira “companheira” de Dexter, e sua interação com ela é um momento decisivo para o personagem de Dexter. Ele tinha que ter um ‘primeiro’, mas seu personagem é incomum porque ela não é uma fugitiva aleatória da justiça; ela está tentando matar Harry. Todos os esforços de Dexter para matá-la mostram sua inexperiência. Ao destacar a estranheza de Dexter e o desejo de proteger Harry, esse assassinato o humaniza estranhamente. As cenas de Dexter com a enfermeira Mary são inesquecíveis porque marcam o nascimento completo do Passageiro Sombrio de Dexter.

9 Dr. E. Meridan – Temporada 1, Episódio 8 – ‘Shrink Wrap’

tem muitos grandes pontos na Temporada 1 de Dexter, mas o Dr. Meridan se destaca porque garante a Dexter que todo mundo tem “um grande lobo mau dentro”. Dexter acredita que ele é incapaz de sentir, mas quando ele confia no Dr. Meridan, ele é tratado como uma pessoa ‘normal’ com problemas regulares. Mais sessões com um médico serial killer analisando um paciente serial killer poderia ter sido divertido, mas Dexter o matou depois de apenas algumas visitas, indicando que o Dr. Meridan atingiu um nervo. Embora ele acabe na mesa de Dexter, ele ainda dá conselhos valiosos a Dexter – que ele não está tão separado do resto da sociedade quanto pensava.


8 Joey – Temporada 2, Episódio 2 – ‘Waiting To Exhale’

Joey rouba sua cena com uma interação inesquecível com Deb. Normalmente não se incomoda com insultos, Deb perde o controle quando Joey a provoca sobre Rudy e aponta sua arma para a cabeça dele. O choque de Angel espelha a reação do público, sublinhando em negrito apenas quão profundamente Deb foi traumatizada pela traição. Os espectadores a testemunham passando do limite, cruzando a linha entre proteger a comunidade e aterrorizá-la em poucos segundos. As calças encharcadas de urina de Joey são um alerta para Deb sobre o quão desesperadamente ela precisa cuidar de sua saúde mental.


7 Nathan Marten – Temporada 3, Episódio 3 – ‘The Lion Sleeps Tonight’

O personagem de Nathan faz a pergunta crítica – Dexter pode quebrar o Código de Harry? Harry sempre tratou os desejos de Dexter como uma doença, então, inicialmente, ele se identifica com os impulsos “incontroláveis” de Nathan. No entanto, Nathan é movido apenas por seu próprio prazer, enquanto Dexter usa seu Dark Passenger para proteger os outros.

RELACIONADO: As 9 mortes mais chocantes em Dexter

A primeira transgressão deliberada de Dexter contra o Código de Harry está no assassinato de Nathan, o que o diferencia. O personagem também dá a Dexter sua primeira oportunidade de atuar como um pai protetor depois que Rita anuncia sua gravidez. Mesmo quando Dexter tenta ser o tipo de pai que Harry gostaria que ele fosse, ele reconhece a necessidade de abrir seu próprio caminho em seus padrões de assassinato.


6 Young Nanny Candidate – Temporada 5, Episódio 3 – ‘Praticamente Perfeito’

Dexter está procurando uma babá, mas Deb é quem está conduzindo as entrevistas. O primeiro candidato está claramente despreparado para o interrogatório de Deb. O comportamento de Deb a assusta enquanto Dexter não diz nada, destacando as diferentes paredes que ambos os irmãos Morgan construíram. A curta interação com a candidata a babá ilustra como o trauma passado de Deb a deixou paranóica, junto com seu desejo feroz de proteger Harrison. Embora outras candidatas a babá tenham cenas breves, a primeira funciona como um substituto do público, confuso e pego de surpresa por Deb. A cena também demonstra a falta de confiança de Dexter em sua conexão com o próprio filho.


5 Trisha Billings – Temporada 6, Episódio 1 – ‘Esse tipo de coisa’

Dexter faz uma saída rápida quando Trisha dá em cima dele na reunião do ensino médio. Afinal, mesmo os melhores casais Dexter geralmente não têm finais felizes. Trisha não desiste, no entanto. A sessão de amassos que eles têm é um raro exemplo de Dexter dizendo à sua voz interior para calar a boca. Para Dexter, que gosta de planejar todas as interações humanas, a sexualidade positiva e casual é uma experiência nova.

RELACIONADO:

Dexter não precisa esconder nada sobre si mesmo porque Trisha não espera nada dele além daquele momento. Ela é uma excelente personagem de um episódio porque destruiria o ponto se Trisha retornasse por segundos. Dexter consegue exorcizar memórias ruins do ensino médio e passar por Lumen até as memórias físicas, tudo em um encontro.


4 Walter Kenney – Temporada 6, Episódio 3, – ‘Smokey And The Bandit’

Fascinante personalidades de personagens são comuns em Dexter, mas Walter, um velho que atende a porta, bêbado, de cueca apertada, babando em revistas sujas e trapaceando no golfe, não tem preço. Para Dexter, porém, ele é uma figura anti-Harry, um assassino que Dexter admirava enquanto crescia. No presente de Dexter, porém, o isolamento de Walter de sua família é um aviso, lembrando a Dexter que o que o separa de outros serial killers são seus relacionamentos com os outros. No entanto, mesmo quando ele tenta rejeitar a ideia de que ele é algo parecido com a “Fada dos Dentes”, quando ele deixa cair seus slides e eles ficam fora de ordem, Dexter é lembrado de que sua necessidade obsessiva por seus troféus é exatamente como a de Walter, forçando-o a dê uma olhada em seu próprio comportamento.




3 Wayne Randall – Temporada 7, Episódio 2 – ‘Sunshine And Frosty Swirl’

Tentando suprimir seu instinto de matar, Dexter se interessa pelo caso de Wayne Randall. Todas as cenas de Randall o apresentam em um macacão de prisão e algemas, um lembrete constante de que a liberdade de Dexter está em risco. Randall é mostrado apreciando as coisas que Dexter considera garantidas – o sol em seu rosto, uma casquinha de sorvete gelada. Durante as perguntas de Dexter sobre a mudança de opinião de Randall, Dexter parece desconfortável enquanto contempla que talvez ele possa mudar se realmente quiser. Além do diálogo interessante, Randall tem uma morte súbita que fez os espectadores se sentarem surpresos e deixa claro que ele nunca mais voltará. Em última análise, Randall confirma A crença de Dexter de que assassinos não mudamapesar do fato de que os espectadores foram testemunhas de muitas mudanças em sua personalidade.


2 Donna Randall – Temporada 7, Episódio 3, – ‘Buck The System’

Donna é única como uma estrela convidada de um único episódio porque ela sabe que seu filho era culpado, não tenta dar desculpas por seu comportamento e vem ajudar a polícia por sua própria vontade. Ainda assim, ela manteve evidências para manter Wayne longe da pena de morte. As perguntas de Deb sobre isso apontam para a guerra dentro de Deb entre preservar evidências e proteger um membro da família. Donna é a expressão externa da turbulência interna que Deb enfrenta e vê-la faz Deb repensar o que ela faria para manter Dexter livre.


1 Miles Castner – Temporada 8, Episódio 7, – ‘Dress Code’


Próximo
10 Mestres Jedi que precisam do tratamento da série Kenobi






Fonte Original deste Artigo

- Advertisement -spot_img

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Latest article