17.6 C
Lisboa
Quinta-feira, Agosto 18, 2022

Oscar garante que ‘discursos potentes’ de categorias não exibidas serão transmitidos

Must read


HOLLYWOOD, CALIFÓRNIA – 09 DE FEVEREIRO: Nesta foto fornecida pelas estatuetas do Oscar AMPAS estão em exibição nos bastidores durante o 92º Prêmio Anual da Academia no Dolby Theatre em 09 de fevereiro de 2020 em Hollywood, Califórnia. (Foto de Richard Harbaugh – Folheto/AMPAS via Getty Images)

Os executivos por trás do Prêmios da Academia tiveram que elaborar mais sobre as mudanças feitas na cerimônia de premiação do Oscar deste ano depois que um anúncio anterior causou controvérsia significativa. No entanto, essa explicação sugere que a cerimônia deste ano pode ser muito diferente das anteriores, especialmente para os espectadores interessados ​​em várias categorias específicas.

O drama começou na semana passada quando O repórter de Hollywood adquiriu uma carta que a Academia enviou aos seus membros. Esta carta, assinada pelo presidente da Academia David Rubin, explicava que oito categorias de premiação seriam cortadas da transmissão ao vivo. Essas categorias são Documentário (Curta Assunto), Edição de Filme, Maquiagem e Penteado, Música (Partitura Original), Design de Produção, Curta-Metragem (Animação), Curta-Metragem (Ação ao Vivo) e Som.

A carta explicava que essa decisão foi tomada para manter a transmissão “vital, cinética e relevante”. No entanto, esses prêmios não estão sendo cortados totalmente, pois a carta informava que esses prêmios seriam apresentados uma hora antes do início da transmissão. Em seguida, explicou que esses momentos “serão editados por nossas equipes de criação e produção e serão integrados perfeitamente ao programa televisionado ao vivo”.

Isso levou a muita confusão online e na indústria. Muitos questionaram qual experiência os vencedores dessas categorias não televisionadas teriam. Muitos fãs de cinema foram ao Twitter para reclamar das mudanças na cerimônia. Muitos usaram a hashtag #PresentAll23 para protestar contra o que viram como uma marginalização injusta dessas categorias.

Então, em 1º de março, Dawn Hudson, CEO da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, e o presidente da organização, David Rubin, fizeram uma entrevista com Data limite explicando melhor as mudanças.

Durante a entrevista, foi esclarecido que esta cerimônia não televisionada seria paralela à cerimônia do tapete vermelho. No entanto, a dupla fez questão de enfatizar que os vencedores receberiam seu prêmio na frente de uma platéia real, não composta por preenchimento de assentos. Rubin então elaborou mais sobre como esses prêmios serão editados na transmissão principal.

“A equipe de criação e a equipe de produção destacarão os momentos que mais contam, os discursos emocionais potentes, provavelmente a reação quando um nome é chamado. Mas também há muito desse outro tempo, que envolve subir no palco e encontrar aquele pedaço de papel e apenas ver se é hora de falar. Todas essas coisas fazem parte disso, mas chegaremos às partes emocionais mais potentes do evento.”

Hudson explicou ainda que as mudanças foram feitas para garantir que a transmissão ao vivo do show comemorativo “não dure bem mais de três horas”. Mais tarde, quando questionado sobre quanta participação a ABC, a rede da cerimônia, teve na decisão, Hudson explicou sem rodeios que, embora tenham deixado a rede fazer “muita experimentação” no passado, o declínio na audiência os levou a fazer mudanças.

Mas, ao mesmo tempo, garantiram que a cerimônia não perderia os momentos mais significativos do espetáculo anual por causa dessas mudanças.

“A questão é que queremos todos aqueles grandes discursos que você ouviu, e todos os discursos emocionantes que você ouviu estarão no Oscar para todas as categorias. E isso foi importante para nós.”

Resta saber como os membros da indústria e o público reagem a essa mudança. Ou se isso afeta a forma como aqueles nas categorias não televisionadas fazem seus discursos. A cerimônia do Oscar 2022 será transmitida pela ABC em 27 de março. O evento será apresentado pelo trio Regina Hall, Amy Schumer e Wanda Sykes.





Fonte deste Artigo

- Advertisement -spot_img

More articles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Latest article