O fim da parceria da EVGA e da Nvidia pode não significar o fim dos produtos Kingpin

0
22



da Nvidia Placas gráficas da série RTX 40 foram anunciadas (abre em nova aba), mas você não poderá comprar um com sabor EVGA. Poucos dias antes do anúncio da nova linha Ada Lovelace da Nvidia, a EVGA enviou ondas de choque pelo mercado de PCs, dizendo que seria saindo do negócio de placas gráficas (abre em nova aba). Uma das perguntas que ficaram sem resposta foi o que aconteceria com a linha de produtos Kingpin da EVGA. Essa pergunta já foi respondida pelo próprio Vince ‘Kingpin’ Lucido.

Em um postagem no Facebook (abre em nova aba), Kingpin agradeceu à comunidade e deixou em aberto a ideia de que a marca Kingpin poderia viver em outro fornecedor. “Se o hardware do KP continuar de uma forma ou de outra, tenho certeza de que continuará :)”, diz o post.

Bem bem. Parece que ele está aberto a ofertas de outros fornecedores. Embora o Kingpin tenha feito parceria com a Nvidia de uma forma ou de outra por muitos anos, você nunca sabe, até mesmo um parceiro da AMD pode estar no futuro. Isso não seria algo, especialmente se os gostos de um Asus, Gigabyte ou MSI estiverem dispostos a considerar uma parceria. Todos os três têm orçamentos, equipes de design e engenharia e todos fabricam placas Nvidia e AMD.

Pode-se imaginar que uma ou todas essas empresas estão entrando em contato com o Kingpin para pelo menos discutir a ideia. Mesmo ignorando o lado do hardware, todos os fornecedores têm seus próprios overclockers internos. Todo fornecedor usa resultados extremos de OC para fins de marketing, e não há nome maior nos círculos de overclocking do que Kingpin.

É verdade que o overclock ficou em segundo plano nos últimos anos, pelo menos quando se trata de branding e marketing, mas no último ano ou dois, isso se inverteu um pouco. A Asrock trouxe de volta sua linha de placas-mãe OC Formula depois de perder algumas gerações. A Gigabyte apresentou seu Tachyon (abre em nova aba) alcance, enquanto Ápice da Asus (abre em nova aba) placas-mãe são consistentemente mantidas em alta consideração.

Pode-se imaginar que uma placa-mãe de overclocking da marca Kingpin bem projetada de um grande fornecedor geraria buzz, valor de marketing e geraria mais do que algumas vendas. Caramba estou aqui falando sobre isso! Z890 Maximus Kingpin alguém? RX 8900XT Kingpin? Pura especulação, é claro, mas se Vince conseguir o que quer, parece que a marca Kingpin sobreviverá de uma forma ou de outra.



Fonte deste Artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here